Atualizado 05/04/2019

Alesc aprova reajuste médio de 4,29% no salário mínimo regional de SC

Valores das 4 faixas são de R$ 1.158, R$ 1.201, R$ 1.267 e R$ 1.325

Foto: Imagem Ilustrativa
Foto: Imagem Ilustrativa

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou por maioria de votos nesta quarta-feira (3) o reajuste médio de 4,29% no salário mínimo regional do estado. A redação final será votada nesta quinta (4). Os pisos nas quatro faixas são de R$ 1.158, R$ 1.201, R$ 1.267 e R$ 1.325.

 

    Sindicatos e federações empresariais catarinenses assinaram em 12 de fevereiro um acordo para o reajuste médio.

 

    Esse documento foi enviado ao governador, Carlos Moisés (PSL), que posteriormente o encaminhou à Alesc em 27 de março na forma do Projeto de Lei Complementar (PLC) 9/2019, aprovado nesta quarta.

 

    Após a votação da redação final, o PLC será encaminhado a Moisés para sanção. A votação desta quarta foi acompanhada por dirigentes e representantes de centrais sindicais trabalhistas.

 

    Valores

 

    Os valores aprovados são retroativos a janeiro. Atualmente, os pisos nas quatro faixas são: R$ 1.110, R$ 1.152, R$ 1.214 e R$ 1.271.

 

    As categorias de cada faixa são:

 

    Primeira faixa

 

    Trabalhadores: na agricultura e na pecuária, indústrias extrativas e beneficiamento, empresas de pesca e aquicultura, empregados domésticos, turismo e hospitalidade, indústrias da construção civil, indústrias de instrumentos musicais e brinquedos, estabelecimentos hípicos e empregados motociclistas, motoboys e do transporte em geral, com exceção dos motoristas.

 

    Segunda faixa

 

    Trabalhadores: nas indústrias do vestuário e calçado, fiação e tecelagem, artefatos de couro, papel, papelão e cortiça; em empresas distribuidoras e vendedoras de jornais e revistas e empregados em bancas, vendedores ambulantes de jornais e revistas; empregados da administração das empresas donas de jornais e revistas, empresas de comunicações e telemarketing e indústrias do mobiliário.

 

    Terceira faixa

 

    Trabalhadores: nas indústrias químicas e farmacêuticas, cinematográficas, da alimentação, empregados no comércio em geral e empregados de agentes autônomos do comércio.

 

    Quarta faixa

 

    Trabalhadores: nas indústrias metalúrgicas, mecânicas e de material elétrico, indústrias gráficas, de vidros, cristais, espelhos, cerâmica de louça e porcelana, de artefatos de borracha, em empresas de seguros privados e capitalização e de agentes autônomos de seguros privados e de crédito, em edifícios e condomínios residenciais, comerciais e similares, em turismo e hospitalidade, nas indústrias de joalheria e lapidação de pedras preciosas, auxiliares em administração escolar (empregados de estabelecimentos de ensino); empregados em estabelecimento de cultura, processamento de dados, motoristas do transporte em geral e estabelecimentos de serviços de saúde.

Fonte: G1
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções